29 Jan 2008

Flor de abobrinha (Fior di Zucca)

Fior di Zucca 2

Minha sogra tem um quintal maravilhoso, com arvores de muitos anos e flores.Algumas nascem livremente e são muito lindas.

Após o almoço decidimos caminha e conversar um pouco. Enquanto eu observava as

Árvores ela me contava historia de família sobre elas, como o abeto que tinham plantado quando meu marido nasceu

Depois de um tempo vi uma planta e perguntei

São abobrinhas, não é?

Sim, querida, ela respondeu

-Deixe me mostrar-lhe algo – E gentilmente abriu um espaço entre as folhas

-Veja, algumas já estão quase maduras e olhe que flores tão lindas.

Agachei-me e dei uma espiada nas abobrinhas crescendo por baixo das flores

Ela olhou-me e me comentou

-Você sabe que são comestíveis?

Sim eu sabia, mas nunca as tinha provado e foi o que lhe disse

Ela cortou umas poucas e me deu dizendo

-Normalmente as faço fritas como aperitivo, mas você pode fazer recheada também

Como nestes dias não tenho tido muito tempo para fazer pratos complicados, pois estou começando a reformar a minha cozinha, comparando preços e vendo todas essas coisas que são necessárias para uma reforma. Então preferi fazer simplesmente fritas e lhes digo uma coisa....são deliciosas

Lave cuidadosamente as flores, pois são frágeis, use umas 10

Para a massinha

100 gramas de farinha com fermento ou normal

200 ml de água gasificada gelada

1 ovo grande batido (de preferência orgânico)

Uma ou duas colheres de azeite de oliva

Misture a farinha junto com o ovo batido e o azeite de oliva, incorpore lentamente a água, até obter uma consistência um pouco mais densa que panqueca.

Empane com cuidado as flores e leve a fritar em óleo quente por alguns minutos ate que estejam douradas

Retire e coloque sob folhas de papel absorvente.

------------------------------------------------------------------------------------------------

En Español, por favor

Flores de calabacines

fior di zucca

Mi suegra tiene un patio al fondo muy bonito, con árboles añosos y muchas flores, algunas nacen naturalmente,

Después del almuerzo decidimos caminar y conversar un pouco. Mientras observaba los árboles ella me contaba historia de familia sobre ellos, como el abeto que habian plantado cuando mi esposo nació

Después de un tiempo vi una planta y le pregunté

Son zucchinis (calabacines) ¿no?

Si, me respondió

-Déjame que te muestre algo – Y gentilmente abrió un espacio entre las hojas

-Mira, algunas están casi maduras y observa que lindas flores.

Me agache y mire a los zucchinis creciendo abajo de las flores

Me miro y comentó:

-¿Sabes que son comestibles?

Si, lo sabía pero nunca los había probado y se lo comente

Ella corto unos pocos y me los ofreció diciendo

-Normalmente las hago fritas como aperitivo, pero podes hacerlas rellenas también

Como estos días estoy con poco tiempo como para hacer platos complicados, porque estoy empezando a refraccionar mi cocina comparando precios y mirando todas esas cosas que son necesarias para una reforma. Preferi hacerlas simplesmente fritas e les digo algo....son deliciosas

Lave cuidadosamente las flores, son muy frágiles, use unas 10

Para a masa

100 gramos de harina leudante o común

200 ml de água gasificada helada

1 huevo grande batido (de preferencia organico)

Una o dos cucharadas de aceite de oliva

Mezcle la harina junto con el huevo batido y el aceite de oliva, incorpore lentamente el agua, hasta obtener una consistencia un poco más densa que panqueques.

Empane con cuidado las flores e lleve a fritar en aceite caliente por algunos minutos hasta que este dorada

Retire y saque el exceso de aceite en una hoja de papel tissue

19 comments:

Gourmandise said...

Tão raras de encontrar frescas em São Paulo, acho que o clima não ajuda. O sabor tbm é bem delicado...
bjo,
Nina.

Su said...

¡que delicadeza! ¡que fotos! Un beso

Carla said...

São lindas, já tinha ouvido falar dessas flores comestíveis. Muito interessante!

bjs

Receitas da Filipa said...

Que lindas Sylvia!! Tão delicadas e coloridas. Nunca provei, mas acho que ia gostar.
Beijinhos

nievesdq said...

Qué bonito relato el que nos comentas de tu suegra. Es tierno y cercano. Ellas con su larga experiencia de vida, son nuestras maravillosas MAESTRAS, y sus enseñanzas encierran auténticas riquezas.
Yo he visto muchas recetas hechas con la flor de los calabacines, pero nunca me he animado a hacer ninguna. Ahora aquí aún no florecen, pues estamos en pleno invierno, pero en cuanto empiecen a dar aquí su fruto, prometo acordarme de tí y prepararé esta receta.
Recibe un fuerte abrazo, y enhorabuena por esos lazos familiares.

laila said...

ai que lindas que ficaram Sylvia! adoro essa massinha! é tão versatil né! bjos

Suzana said...

Sylvia, são lindas de morrer! E a receita deve ser deliciosa! Lembro-me do Jamie Oliver fazer algo parecido que me ficou no olho. Infelizmente aqui não temos estas maravilhas.

Bj

Natural Naturalmente said...

Só comi em criança, acho que nunca mais vou encontrar flores frescas para poder faze-las. Sua receita e suas fotos fizeram-me recuar milhões de anos, Parabens.
beijinhos
Márcia

Ana said...

Qué maravilla leer siempre tus relatos con tu familia asociados a la comida, nos haces participes de tu mundo y te agradecemos que a través de tus fotografías nos hagas llegar tus recetas. Me encantan las flores de calabacín. Aquí en España son carísimas, me acordaré de ti cuando me tropiece con ellas por el mercado. Un abrazo. Ana

Nysa said...

só conhecia-as recheadas... mas assim tb deve saber muito bem. beijocas

tijen said...

Beautiful flowers!
They are used a lot in Turkey, mostly to make 'dolma' which I love. They're stuffed with rice and greens and cooked. It takes some effort but it's worth! I sometimes dip it in a batter and fry but the dolma definitely is the hit!

receitinhas da belinhagulosinha said...

minha querida digo-te sinceramente até dá pena comer estas maravilhas tão belas como tu......adoro-te bjokitas amiga

Marcia said...

Não conhecia a flor de abobrinha, Sylvia! Fiquei com água na boca - excelente post! Bjs

Sylvia said...

Nina, eu adorei o sabor, pelo menos assim feita.
Bjs

Su , gracias
Besos

Carla, também nao tinha provado antes
bjs

Filipa, sim sao lindas, e sempre tive vontade de provar
bjs
Nieves . la vertdad que si, nos damos muy bien.
Besos

Laila, tambem adoro, faco mil coisas com ela
Bjs

Suzana, que pena , pois merecem ser provadas
Bjs

Marcia Que bom que te trouxe boas lembrancas
Bjs

Gracias Ana por el cariño, si las ves no te las pierdas.
Besos


Belinha, que linda é voce
Beijos

Tijen I must try this dolmas , for sure I must like a lot


Nysa, pois é recheadas devem ficar otimas , ams ando sem tempo, nestes dias; Mas assim que der vou fazer
Bjs

Marcia, eu também so concia por fotos , adorei
Bjs

Cynthia said...

Oh my dear Sylvia, that picture is the white platter made my heart flutter :) It is exquisitely beautiful food styling. It is a work of art and you are a fantastic artist, my friend.

Karina said...

Oi Syl, tudo bem contigo? Vais reformar a cozinha, que delícia, ehehhe. Então menina, seus pratos são deliciosos e suas fotos lindas demais. Bjos e bom carnaval.

Rosa said...

Nunca las he probado y se ven deliciosas.
Un beso

francisco migliore said...

hola te comento que el origen de esa receta es del pueblo de mi padre en la campagna italiana, region de caserta, cerca de napoles, son, como bien sabes, muy delicadas y el punto de recoleccion muy corto. excelente plato
saludos

Fabrícia said...

Ai que delícia.....o vizinho da mamãe tem de montão mas nem tivemos coragem de pedir algumas...vim embora com vontade.
Bjcas.